A polêmica do DLC de Street Fighter X Tekken

A Capcom mais uma vez virou alvo de critica dos fãs pelo DLC no seu novo jogo.

Tudo porque foi descoberto que vários lutadores que serão vendidos futuramente(Sakura, Blanka, Guy, Code, Elena, Dudley, Lars, Alisa, Bryan, Jacx-x, Christie e Lei) encontram-se no disco do jogo, não necessitando de nenhum download adicional para o funcionamento deles, apenas pagar a CAPCOM para libera-los.

Um absurdo que muitos jogadores estão contra e que precisa ser revista pelas produtoras de games, principalmente a Capcom, empresa que tem feito dessa prática para ganhar mais dinheiro.

A Capcom tem se defendido falando que colocar os personagens no disco ajuda na hora dos jogares que forem comprar o novo conteúdo a não necessitar de download, tendo o personagem disponível rapidamente sem entupir os servidores, mas ai vem a pergunta: Se a programação do personagem foi feita a tempo dele sair junto com o lançamento do jogo, pq não disponibiliza-lo logo de cara dentro do jogo ?

Como jogador das antigas, sou de uma época que conteúdos secretos dentro de jogos eram um estimulo a mais para que estudassemos o jogo por inteiro, comprassemos revistas e jogassemos mais para conseguirmos novos itens neles. A Capcom mesmo fez isso no jogo Marvel VS Capcom 2, aonde ganhavamos pontos por batalha e depois podiamos troca-los por novos personagens, cenários e roupas.

Agora estamos entrando num novo tempo em que para desbloquearmos conteúdos, temos que pagar por eles. Não seria um absurdo pagarmos se esse conteúdo tivesse demandado tempo extra de produção após o lançamento do jogo, mas cobrar por algo que de forma alguma prejudicou o lançamento e podia estar junto com os demais personagens é ganhar dinheiro fácil.

O mercado de DLC nos consoles é uma novidade e como tal precisa ser bastante estudada para que não aconteça problemas em sua cobrança. Jogos como Rock Band que cobram por novas músicas é algo válido, visto que a produtora nem sempre consegue antes do término da produção do jogo o direito de todas as músicas, fora que ter espaço em disco para todas elas seria inviável, logo colocar uma quantidade alta de músicas no disco e depois permitir que os jogadores comprem músicas ao seu gosto me parece algo perfeitamente natural.

Diferente do jogo Street Fighter X Tekken aonde a Capcom não tem esses problemas pois já possui todos os direitos dos personagens e espaço em disco sobrando, tanto que eles já estão lá.

No mercado de PCs nós tínhamos algo semelhante, que eram as famosas expansões de jogos, que eram geralmente anunciadas quando o jogo alcançava bastante sucesso e as produtoras vendo que existia publico grande para aquele titulo, começavam então a produzir novos conteúdos, personagens e história e lançando-o no ano seguinte ao lançamento original.

Lógico que hoje a internet facilita a distribuição de novos conteúdos, logo entendo o lançamento de conteúdos extras para os novos jogos sairem rapidamente. Logo qual seria o cenário ideal para o lançamento de DLC?

Simples, produzam o jogo tendo em mente tudo que é possível colocar nele naquele momento até o término do tempo de produção. Após lança-lo, juntem as equipes e comecem a fazer o conteúdo extra com qualidade e todos pagaremos felizes.

Esperamos que todas as críticas negativas façam a produtora rever seus conceitos, pois bloquear conteúdo e depois libera-lo mediante pagamento como é feito em jogos sociais com certeza não é o jeito certo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *