Análise de F1 2010 PC

Depois de quase uma década sem jogos oficiais de Formula 1 para PC devido ao contrato de exclusividade que a Sony fez, finalmente a Codemasters consegue a licença e nos traz um excelente jogo baseado na mais famosa modalidade de corrida do mundo.

Confesso que sou fã de jogos de corrida, principalmente os que possuem jogabilidade mais arcade como Daytona USA, Virta Racing e Need For Speed: Most Wanted são alguns exemplos de jogos que me dediquei durante minha vida.

Logo, tinha um pouco de receio como seria o F1 2010, tentei sem sucesso há algum tempo atrás jogar alguns games mais realistas como Nascar Racing 2003 da empresa Papyrus e GP4 da Micropose/ Geoff Cramond e tive sérios problemas por não possuir um volante fazendo com que fosse praticamente impossível jogar estes excelentes jogos.

Munido apenas de um controle do Xbox360, iniciei o jogo e na primeira parte ele já inicia numa conferência, aonde lhe são feitas algumas perguntas como nome, sobrenome, país e por qual equipe você quer jogar, logicamente uma equipe pequena.

Após isso são nos apresentados todos os itens do Menu, que são:

Carrer
-Agent
-Race
-Helmet
-Standings

Grand Prix
Time Trial
Multiplayer
My F1

Finalmente após tudo isso, resolvi ir para as opções para ajustar a dificuldade e os assistentes de ajuda do jogo, isso é muito importante para quem for se aventurar nesse jogo para que você ajuste ao seu gosto, no meu caso eu desliguei as ajudas de freio automático e a linha guia, deixei o resto ligado pois se tratam de ajudas que para quem não tem volante ajudam bastante a manter o carro na pista. Além disso liguei toda a destruição possível para os carros.

Vamos para a corrida, resolvi acessar o modo Grand Prix, aonde podemos escolher qualquer corrida, equipe e até o tempo que estará fazendo durante a prova.

A primeira boa notícia, é que configurar o carro é extremamente fácil, diferente dos tradicionais simuladores que praticamente te obrigam a estudar por horas os efeitos que cada configuração traz ao seu carro, esse nos mostra configurações simplificadas mas que permitem mexer o suficiente para obter o desempenho desejado.

Seguindo para a corrida, tive uma alegria enorme em ver que conseguia ter o controle do carro somente com meu controle, a frustração que tive em outros jogos em que eu praticamente não mexia o carro não aconteceu aqui, a Codemasters conseguiu com que quem não possui volante consiga jogar sem problema algum, e isso para mim foi o suficiente para me cativar e dar uma oportunidade de jogar mais e mais.

Não pensem que este seja um jogo fácil, se manter na pista é uma tarefa que requer atenção e concentração, tanto que admito que nas primeiras semanas eu somente conseguia passar a linha de chegada em último, muito devido a falta de paciência que eu tinha em freiar e fazer a traçado na pista corretamente, preocupações que nunca tive no meu Daytona USA aonde eu usava a parede da curva para ajudar a fazer o traçado 😉

Uma característica legal é que todos os carros são diferentes e pilotar cada um deles nos traz uma nova experiência, depois de bastante tempo correndo pela Virgin eu resolvi fazer um teste pela Ferrari e me assustei como o carro se comporta de maneira totalmente diferente, te obrigando a treinar bastante até conseguir obter total controle da máquina.

Os gráficos deste jogo são um caso à parte, extremamente detalhado e assusta pelo alto grau de realismo. Todas as pistas foram totalmente recriadas exatamente como no mundo real e para quem é fã vai ser fácil reconhecer todas as pistas.

Destaque para a pista de Mônaco, uma das mais bonitas e confusas pistas em que já corri, aqui você vê o quanto é difícil correr nesta pista que eu chamaria de claustrofóbica com todos aqueles muros em volta, mas simplesmente fantástica.

E não posso deixar de mencionar o efeito de chuva que este jogo tem, simplesmente um dos melhores que já presenciei em um jogo de videogame.

Infelizmente não pude testar o modo online, estou aguardando a Live sair oficialmente no Brasil para joga-lo neste modo, mas pelo que andei lendo o pessoal tem gostado bastante e não tem tido grandes problemas com pings.

Já que mencionei problemas, tenho que deixar alguns parágrafos para alguns Bugs que incomodam um bocado.

O primeiro deles é uma falha no sistema de contagem que existe na primeira volta da corrida, fazendo com que um carro mesmo estando atrás de você consiga ter um tempo melhor, a Codemasters já explicou que isso acontece porque o jogo começa a contar o tempo a partir da linha de chegada e não quando o sinal verde é dado, causando essa discrepância.

Outro bug que incomoda é quando vamos ao Pit-Stop, se outros carros estiverem lá a sua equipe demora a liberar seu carro, te fazendo perder preciosos segundos. Simplesmente a IA espera todos os carros saírem para que você possa sair.

Felizmente a Codemasters já avisou em seu fórum que irá lançar dentro de um mês um patch consertando todos esses problemas e vários outros, é claro que estou aguardando ansiosamente.

F1 2010 me surpreendeu bastante, tinha medo que todo o hype que estavam jogando em cima deste fosse me decepcionar, mas ao invés disso a Codemasters nos trouxe um jogo divertido e que realmente nos apresenta uma dificuldade moderada que simula toda a emoção de estar numa corrida de Fórmula 1.

Quem gosta de corrida, não pode deixar de experimentar e curtir um dos melhores jogos de automobilismo que foram lançados este ano.

No Responses

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *