Análise de Sonic Generations

O Sonic cycle chega ao fim, depois de anos esperando por um bom jogo do mascote da Sega que trouxesse a mesma diversão da época do Mega Drive, finalmente a empresa nos brinda com um excelente exemplar nesse aniversário de 20 anos do ouriço mais rápido do mundo.

Apresentação
O primeiro aspecto que chama a atenção é que por ser um jogo comemorativo, nós temos vários extras desbloqueáveis que aparecem ao completar os desafios.

Entre os extras temos imagens, músicas e ilustrações destes 20 anos de existência do ouriço. Além disso o jogo possui 49 conquistas do Steam.

Além do modo principal de história, temos o modo online aonde podemos disputar contra usuários do mundo todo quem consegue terminar uma fase em menor tempo. Também é possível comparar com amigos quem chega mais longe com o tempo determinado de 30 segundos.

Os requerimentos mínimos para rodar o jogo são estes:

OS: Microsoft Windows 7/Vista/XP
Processador: Intel Pentium Dual-Core T4200 (2×2.0GHz) ou equivalente AMD
Memoria: 2GB RAM (XP)/3GB RAM (Windows 7 / Vista)
Placa de vídeo: NVIDIA GeForce 8800 (512MB) / ATI Radeon HD 2900 (512MB)
Disco Rigido: 11 GB de espaço livre.

O jogo também tem suporte a modo 3D.

Gráficos

A Sega está de parabéns com a direção de arte do jogo. Todas as fases são reedições de antigos games do Sonic, desde o Green Hill Zone e Sky Sanctuary do Mega Drive até Planet Wisp do Sonic Colours do Wii. Agradando a novos e antigos fãs do ouriço.

E que alegria rever as fases antigas em gráficos HD e em 3D, existia uma preocupação muito grande que a identidade dessas fases se perdesse ao fazer essa transição, felizmente isso não aconteceu.

Som

Se os gráficos estão excelentes e evocam todas as emoções dos primeiros jogos do Sonic, o som consegue fazer o mesmo. Todas as músicas são remixes de antigos jogos. Sendo que cada zona apresenta duas versões, a do Sonic clássico mais próxima do original e a do Sonic Atual um pouco diferente com novas batidas e arranjos.

Jogabilidade

O jogo se divide em dois estilos distintos de acordo com a versão do Sonic que você estiver controlando, o Sonic clássico  é totalmente 2D possuindo física semelhante a versão do Mega Drive enquanto o Sonic atual é em terceira pessoa com algumas partes em 2D, semelhante ao Sonic Colours e Adventure.

Não preciso nem dizer que as fases 2D com o Sonic Clássico são excelentes, a Sega finalmente realizou um bom trabalho ao trazer a jogabilidade do Mega Drive num ambiente 2D poligonal. Diferente do que aconteceu com o Sonic 4 que teve uma física bastante criticada.

Mas a grande surpresa é com relação as fases em que jogamos com o Sonic atual, diferente do que imaginei elas são bem divertidas e menos frustantes do que em jogos anteriores aonde qualquer erro significava a morte certa caindo de cenários sem perceber. Nesse jogo isso está bem menos frequente.

Outra boa sacada da Sega foi fazer com que as fases do Sonic atual não fossem inteiramente em terceira pessoa, mesclando com momentos em “2D” também, se assemelhando bastante ao elogiado Sonic Advanced.

Considerações Finais

Esse é um verdadeiro jogo feito para fãs, ter a possibilidade de controlar novamente a versão clássica do Sonic é algo que muitos aguardavam há bastante tempo e finalmente isso é possível.

Até mesmo as fases com o Sonic atual estão bem dosadas e com um layout que não decepciona tanto quanto a dos últimos jogos.

Se você quer um bom jogo do Sonic, não espere e compre agora pois finalmente a Sega acertou a mão. O jogo vale a pena e ainda temos incluso vários extras como atworks, músicas e até mesmo a versão original do Mega Drive do Sonic The Hedgehog dentro do jogo 😀

Nota Final: 9,2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *