Emulação de PS2 no PS3 de volta no futuro?

PS3

Segundo informou o Sankaku Complex, uma patente preenchida pela Sony sem grande alarde pode indicar um possível retorno do suporte a jogos de PS2 no PS3. Para quem não lembra, as primeiras levas do console tinham um chip especial para que ele rodasse os jogos de seu antecessor, mas posteriormente tal chip foi removido para “cortar custos de produção” do aparelho. Uma jogada não muito brilhante, em minha humilde opinião…

A tal patente descreveria um método no qual o processador “Cell” do PS3 conseguiria emular a “Emotion Engine” do PS2 sem o auxílio de hardware extra. Assim sendo, poderia bastar um update de firmware (ou a compra de um PS3 já com o firmware novo, para quem, assim como eu, ainda não tenha o console). Essa função, SE e QUANDO vier a ser implementada pode se mostrar uma boa, visto que o PS2 insiste em não morrer… e permitiria aos donos do PS3 jogar novamente os jogos de PS2 sem a necessidade de ter o aparelho antigo.

Como se trata de patentes e indústria, não há como se ter certeza de SE ou QUANDO isso será utilizado, afinal milhares de patentes são registradas e ficam anos e anos “encostadas” até serem usadas… quando chegam a ser usadas.

Talvez a Sony já pensasse na possibilidade de emulação via software quando retirou o chip que emulava o PS2 do seu console atual ou talvez possa ter sido pega de surpresa pela imensa resistência do PS2, que se nega a ter seu fim decretado e então tenha resolvido que uma solução melhor se fazia necessária.

Se a tal emulação via software vier a se concretizar e se a Sony realmente cumprir com a promessa de trazer seus consoles para o Brasil, eu creio que será extremamente tentador um aparelho “2 videogames em 1″ e ainda Blu-Ray player… é, acho que eu vou ter um pouco menos de pressa para comprar um PS3, para ver se isso dá em algo…

Quem quiser ler a reportagem original na íntegra, pode clicar no link no início do post… ou AQUI.

Rafael-san, O Enxugador de Gelo

Comments

  1. Responder

  2. Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *