Seção Flashback – Lethal Enforcers I e II

lethal enforcers

Nas décadas de 80 e 90 existia um genero de jogo que infelizmente foi desaparecendo com o tempo, os jogos de “pistola” ou tiro se preferirem. Muito comum nos arcades esses jogos podiam ser jogados por dois jogadores e tinham como premissa desafiar os jogadores para saber se eles tinham boa mira e velocidade.

Tivemos vários jogos de sucesso nessa época, mas um que chamou bastante a atenção do público e da mídia foi a série Lethal Enforcers, que teve 3 jogos sendo o terceiro desconhecido de muita gente, logo irei focar nos dois primeiros jogos.

Lethal Enforcers

Lethal Enforcers foi desenvolvido pela Konami e lançado em 1992, com gráficos digitalizados ele acabou chamando a atenção dos jogadores por seu realismo e consequentemente da mídia pelo seu realismo e “violência”, muito disso provocado pelo jogo Mortal Kombat que havia sido lançado para arcades no mesmo mês e trouxe muita polêmica.

O jogo da Konami possui 5 missões aonde você é um policial e precisa acabar com os bandidos daquela área, tomando cuidado para não atirar em pessoas inocentes que estivessem no local.

É claro que com todo este sucesso o jogo logo ganharia versões caseiras para o Super Nintendo e Mega Drive, mas assim como os jogos Mortal Kombat e Night Trap, o jogo foi pivô de muita polêmica no senado americano, que acabou criando o sistema de classificação de jogos e assim este ficou com venda permitida somente para maiores de 17 anos e não poderia ser vendido em lojas de brinquedos.

Outra situação que contribuiu com esta polêmica foi as versões caseiras das pistolas que sairam para Super Nintendo e Mega Drive, chamado de Konami Justifier ele se assemelhava bastante com a arma Colt Python, tirando claro as cores, confira:

konami_justifier

Uma curiosidade dessas pistolas é que o jogo só era compatível com elas, impedindo de você usar outras para jogar, além disso o jogo era vendido somente com uma pistola, caso quisesse uma segunda (que era a rosa) teria que encomendar junto a Konami o que a tornava raríssima de se achar, fora que você era obrigado a conecta-la a primeira da cor azul e não a segunda porta do console.

Repare na parte debaixo no conector para a segunda Justifier.

Repare na parte debaixo aonde temos o slot para conexão da segunda Justifier.

Vejam a capa do jogo para Mega Drive, Sega CD e Super Nintendo:

Como podem reparar, as versões do Mega Drive e Sega CD estampam o selo de que deve ser vendido para maiores de 17 anos, enquanto a do Super Nintendo não apresenta essa classificação, pois esta versão acabou sendo modificada e foram retiradas as animações de morte dos personagens ao serem atingidos, a bala que atinge o jogador não tem sangue e os reféns não podem ser atingidos, somente as versões da Sega se mantiveram fiéis a violência da versão arcade, algo parecido com o que aconteceu com Mortal Kombat.

Nas imagens abaixo, confiram a diferença gráfica nas versões de Lethal Enforcers:

Como podem ver, a versão do Super Nintendo obtém gráficos melhores por conta de sua maior paleta de cores, em compensação se jogarem ambas as versões repararam que a versão do Mega Drive roda mais rápido e sem engasgos.

Lethal Enforcers II: Gun Fighters

Em 1994 a Konami lançou a segunda versão, desta vez o jogo não se passa no presente e sim no velho oeste.

Assim como o primeiro jogo este possui cinco missões também, e continua com o uso de gráficos digitalizados muito bons, assim como a jogabilidade que permanece a mesma, atirar nos foras da lei e prestar atenção para não atingir inocentes durante o caminho.

Diferente do primeiro jogo, este não teve polêmica com relação a violência do jogo, tanto que as versões para Mega Drive e Sega CD acabaram ganhando classificação para maires de 13 anos, confira:

O jogo saiu apenas para os dois consoles acima, uma versão para Super Nintendo estava sendo desenvolvida mas foi cancelada. Outro detalhe é que no japão foi lançada apenas a versão do Sega CD, a do Mega Drive acabou saindo na Europa e Estados Unidos.

Agora vejam as imagens abaixo comparando as 3 versões:

Logicamente que a versão do Arcade é muito superior a das versões caseiras, mas é interessante notar que graficamente as versões do Mega Drive e Sega CD são praticamente idênticas, sendo a versão do Sega CD superior apenas no áudio, já que as músicas são tocadas direto do CD e as vozes não possuem o problema de rouquidão do Mega Drive.

Aliás a trilha sonora da segunda versão é excelente, com músicas que fariam Ennio Morricone ficar orgulhoso, confira a trilha da primeira fase:

Depois do Lethal Enforcers II, tivemos apenas uma compilação que saiu para Playstation com gráficos iguais aos do Arcade e uma nova Konami Justifier verde como vemos na imagem abaixo:

konami-justifier-verde

Dez anos depois, em 2004 a Konami tentou trazer a série de volta com o Lethal Enforcers 3, desta vez o jogo vinha com gráficos poligonais que o diferenciavam bastante dos dois primeiros se assemelhando mais ao Virtua Cop e Time Crisis. Mas o jogo não chamou a atenção sendo desconhecido do grande público.

Enfim, Lethal Enforcers I e II são jogos excelentes que marcaram época, por seus belos gráficos e diversão em alta, além de toda polêmica que causou pelo seu realismo. Infelizmente hoje em dia os jogos de “pistola” morreram assim como os de Beat ‘em up que não ganham novos titulos, que com os gráficos atuais e os novos controles baseados em movimento poderiam ganhar novidades interessantes para os jogadores atuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *