Seção Flashback: Virtua Fighter

Depois de criar o Virtua Racing, Yu Suzuki e a equipe do estúdio AM2 começaram a produção de um novo jogo seguindo o mesmo estilo de gráficos poligonais.

Virtua Fighter, assim como o Virtua Racing, tinha o objetivo de criar um jogo realista e complexo com o uso de polígonos, que na época ainda não era usado com freqüência devido ao grande poder de processamento requerido para usar esta tecnologia.

Lançado em 1993, o jogo era diferente de todos os outros jogos de luta que faziam sucesso na época, nada de magias, apenas socos e chutes. Aliás o layout dos botões era bem simplificado, apenas 3, Defesa, Soco e Chute.

Mas isso não significava que o jogo fosse fácil, pelo contrário, grande parte da diversão do jogo era em conseguir aliar técnica e habilidade para derrotar seus oponentes, o que não era nada fácil, principalmente nas últimas lutas.

Além dos gráficos que na época eram impressionantes, tínhamos ainda uma bela trilha sonora, com músicas bacanas e vozes com alta qualidade.

Virtua Fighter foi reconhecido pelo Instituto Smithsoniano pelas suas contribuições no campo da arte e do entretenimento, e está em exposição permanente no National Museum of American History (museu nacional de história americana) em Washington, DC, Estados Unidos da América.

A primeira conversão do jogo para o mercado caseiro foi para o Saturn, Vitua fighter era o jogo que vinha junto com o console, e o jogo era bem próximo ao do arcade, tendo apenas uma diminuição no número de poligonos em relação a Arcade, mas com a mesma qualidade sonora e jogablidade intactas.

Com o sucesso obtido, várias continuações foram lançadas, estando atualmente na quinta versão, que foi lançada para Xbox36 e PS3, com melhorias na jogabilidade e gráficos, mas mantendo a mesma dinâmica de jogo.

Essa é toda a lista de jogos da série:

Virtua Fighter
Virtua Fighter Remix
Virtua Fighter 2
Virtua Fighter 3
Virtua Fighter 4
Virtua Fighter 4: Evolution
Virtua Fighter 5
Virtua Fighter 5 R

Bom, para terminar, não posso deixar de destacar a conversão do Virtua Fighter 2 para o Sega Saturn, que conseguiu gráficos muito acima da maioria dos jogos do console rodando em impressionantes 60 frames por segundo, o que na época fez com que as vendas do sistema alavancassem, pena que não foi o suficiente para segurar o console da Sony…

Comments

  1. By Vitor

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *