Bandcamp


Em tempos de SOPA (lei de combate à pirataria online dos EUA, que promete gerar dor de cabeça aos usuários do mundo todo) e guerra entre hackers, sites de compartilhamento e gravadoras, nada mais apropriado do que falar do Bandcamp. Eu já conhecia o site há algum tempo, mas efetivamente brincar nele é algo recente.

Música é um troço que custa caro. E é por isso que tem tanto download ilegal. Tá, tem a lojinha do iTunes, e Amazon, e comprar cds usados…. Mas boa parte desse dinheiro fica nas mãos das gravadoras (o equivalente moderno do bicho papão). Para uma banda já conhecida – tipo o Radiohead  ou o Garbage – deixar um álbum inteiro pra download gratuito  no próprio site ou até lançar o próprio selo parece uma tarefa arriscada, mas com grande possibilidade de sucesso.


Agora…e se você é músico e tem talento, mas não tem os contatos? Ou se seu amigo tem uma banda (todo mundo tem um amigo que tem uma banda, por pior que ela seja) ótima, e ele até consegue mandar uma demo para algum ser misterioso de uma gravadora que diz que eles até tem talento, mas o som não é comercial o suficiente (e sugere uma série de mudanças que descaracterizam toda a ideia inicial)? E aí? Se você (ainda) não é ninguém na noite, mas quer mostrar pro mundo seu som? Se você tem o talento, mas não tem o dinheiro?
Não, não chore em caso de identificação positiva!

O Bandcamp é um site onde você , músico desesperado, pode fazer sua conta de graça. É, EU DISSE “ DE GRAÇA”. Não vai faltar o da passagem. Não paga nem a inscrição e nem a assinatura. Eles descontam uma parcela sobre o que você vender ( de cara 15%, mas depois que você vende o equivalente a U$ 5000,00 cai pra 10%), mas vale a pena. Tudo via Paypal. E ainda melhora : dentre as coisas gratuitas, você manda sua música para eles via wav e eles disponibilizam uma variedade de formatos de áudio para que seus fãs baixem, como mp3, flac,  Apple Lossless, aac e ogg , pode inclusive escolher quanto quer cobrar pelo seu trabalho, eles postam no google, pode postar junto um livreto (tipo aqueles encartes de cd), vender digital ou mídia física. E sim, existe uma conta premium, com mais coisas que você pode fazer.

E se você é um desafinado, que não sabe nem quantas são as notas musicais, mas que é louco por música? Bom, esse post é para você. Porque claro, o site é de venda e compra de música. Ah… tá sem dinheiro? Isso não é problema!
Duas coisas muito legais do bandcamp para você: a primeira é que ouvir as músicas é de graça. Pode entrar, sem medo. A segunda coisa é que as bandas podem cobrar um valor mínimo pelo download ( e você pode pagar mais do que isso, se quiser) , botar pra download gratuito ou ainda como “ name you price” – o bom e velho “quer pagar quanto?”. Aí… aí é com você.

Vou dizer que a idéia de pagar e o dinheiro ir direto pra conta da banda no paypal, sem passar por intermediários que no final vão ficar com quase tudo, dá vontade de baixar as coisas. Tá, uma parcela (pequena, e que fica menor) vai pra pagar o Bandcamp… MAS VALE A PENA! Tanto para a banda, quando para o site quanto para você.

Gostou? Quer brincar disso?

Corre lá pra página deles. Lá embaixo tem a parte de Fans, onde você pode ver quem vende mais – os Top Sellers – e quem está sendo vendido no exato momento. É meu equivalente do “ Estou com sorte”. Porque a vida é melhor sem preconceitos musicais. Pode clicar em qualquer um dos álbuns para ouvir. Sim, os preços podem ser em várias moedas, mas ouvir é de graça.

Se você gosta (ou desgosta) de algum gênero específico, é só procurar ali do lado pelo nome da banda, da música, do álbum, da letra ( legal, né? tem banda que bota a letra das músicas) se você sabe o que quer – ou browse by genre ( escolha o estilo) ou browse by country ( escolha o país), se você quer conhecer coisas novas. E a partir de uma banda, a gente conhece outra, e então outra…


Tudo muito teórico? Vamos ao prático com o auxílio de um conhecido nosso: Bitter Ruin (esses lindos).

Como eu disse, eles não tem gravadora mesmo sendo lindos. Mas tem uma conta no bandcamp, onde você pode ouvir e comprar os álbuns. http://bitterruin.bandcamp.com/

Você gostou do tipo de som que eles fazem? Olha as tags lá embaixo, eles estão como Dark Cabaret (quem inventa esses nomes? acho sempre muito criativo). Que tal conhecer outras coisas no mesmo estilo? Então… clica lá. Vai aparecer outra janela, com outros artistas. Pode ser que você conheça alguns, outros não (recomendo Birdeatsbaby e Dresden Dolls). Vamos dizer que você resolveu ouvir Jill Tracy . Gostou? ( EU AMEEEEEEEI!) Então, aí na página tem uma série de formatos que você pode comprar o trabalho dela: download digital (em vários formatos), cd deluxe autografado, cd com encarte colorido, e na coluna do lado direito tem toda a discografia dela, link pra facebook, youtube… No topo, links pra notícias, blog, tour


Posso recomendar outra preciosidade? Unwoman!  Achei como recomendada de uma banda que eu já tinha achado como recomendada por outra… e por acaso ela também aparece se você procurar por dark cabaret (as tags dela podem ser livremente traduzidas como “ não tem como não se apaixonar” no meu idioma). A lista das músicas está lá embaixo, você pode comprar o cd físico, o gift set ou comprar o álbum digital pelo preço que você quiser – isso vai acontecer sempre que do lado de “Buy now” estiver escrito “name your price”. Sim, se você quiser pagar zero dinheiros, é só digitar zero quando perguntar o valor – clique no “ buy now” abaixo do Digital Album. Algumas bandas permitem o download imediato, outras mandam o link pra download para o seu email. Mas na boa, Unwoman é incrível e vale a pena pagar.


Ah, os downloads de graça meeeeesmo? Não são mentira não. Eu juro! Dou como exemplo outra banda que eu adoro – sobre a qual eu pretendo em breve falar melhor : Beats Antique. Eles tocam tribal fusion, que é uma beleza para dança do ventre. Logo de cara, para free download, um remix. E se você for olhar a discografia, o álbum Mayans vs Aliens (…. é… pois é….) também está com download gratuito.


Dependendo da disposição do artista, quando você acessa o álbum, tem lá download do completo, músicas soltas, letra e informações sobre as faixas. Um exemplo pra você, gamer (é, essa banda vai direto pro seu coração), é a página do álbum Level 1 do Miracle of Sound.  O nome das músicas te seduz? Vá até a faixa “Duke, You Used To Be Cool” ( “Duke, você costumava ser legal”) e veja as informações: sim, é uma música sobre Duke Nukem.

No blog oficial do Bandcamp tem um post  muito bacana, no qual eles comentam umas coisas sensacionais: muita gente que procura gratuitamente por uma banda ( por torrent ou em algum desses sites de compartilhamento) está disposta a pagar pelo download quando acha a banda no site, quer seja pelo preço ou pelos formatos que eles disponibilizam ou por essa proximidade com os artistas. E ainda – e isso se você parar pra ficar olhando vai ver que é verdade – quando dada a opção de você escolher o preço, 50% das pessoas paga mais do que o preço mínimo.

Não é o máximo?! É vantagem para todo mundo, é uma ótima oportunidade para expandir seus horizontes musicais quer você seja artista ou amante da música. E sem medo de ser preso por isso! O Bandcamp taí pra mostrar que músico pode vender seu trabalho sem se vender, sem ficar preso ao que é comercial, e não morrer de fome. Quem tem medo de bicho papão agora?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *