…eu sabia que isso iria acontecer

Alguem aí se lembra do Evanescence?
Aquela banda de “whatever-rock” (nem sei qual o estilo deles, exatamente, gothic-rock, new-gothic, sei la…) com uma roupagem dark, belas músicas melancólicas e uma vocalista LIIIINDA (mas obviamente chupada de outras divas do Metal/Gothic Rock, como Tarja Turunem, Sharon Den Adel, Simone Simons…). Temos que convir que o Evanescence esta meio sumido a algum tempo e pelo que sei não tem feito falta pra muita gente.

O Evanescence praticamente acabou. Depois da saída inexplicavel de Ben Moody (váááários boatos sobre…), teve o lançamento de mais um álbum, “The Open Door”. Mais pesado, mais sombrio e mais sinfônico (seguindo a linha Gothic Rock/Gothic Metal já citada neste post). E depois disso o que acontece? John LeCompt e Rocky Gray, guitarrista e baterista, respectivamente, foram demitidos em 2007. Quem sobrou da formação original? Apenas Amy Lee
O Evanescence não acabou, própriamente dito…mas foi se deteriorando com o tempo…

Junho de 2009: Ben Moody anuncia o lançamento de sua nova banda, juntamente com John LeCompt, Rocky Gray (é…esses mesmos, do Evasnescence)…Carly Smithson, ex-participante do American Idol.

Agora vem a explicação do título desse post…

Desde a primeira vez que eu vi
Carly Smithson se apresentar no American Idol eu disse “Essa garota é IGUAAAAAL a Amy Lee. I-GO-AL! Se algum dia a Amy Lee sair da banda ela certamente será chamada pra ocupar o seu lugar”.

E o que aconteceu, minha gente? Ben Moody montou uma nova banda chamada Fallen (Fallen não é o nome do segundo álbum do Evanescence?), com antigos integrantes da banda de Amy Lee e uma vocalista IDÊNTICA a ela. (pq eu não acerto os números da Mega Sena? ¬¬)

Não acredita? Então veja você mesmo abaixo:

Evanescence com Amy Lee

Fallen com Carly Smithson


¬¬’


Eu realmente não sei o que se passa pela cabeça do Ben Moody. Não sei se é uma tara astronomica por meninas góticas, não sei se é falta de originalidade mesmo, não sei se ele é um emo com defeito de fabrica ou se é é tudo isso ao mesmo tempo, pq…bem…isso tudo é brincar demais com a inteligência do público. Quase desrespeito.

Anteriormente ao lançamento de Fallen, Ben “apadrinhou” uma cantora de voz doce chamada Hanna Pestle. Quando eu ouvi fiquei louco. Surtei mesmo! Mas aos poucos, depois te tanto ouvir, algo começou a me incomodar, pois alguma coisa naquela música me lembrava alguem. TADAN! Ela tem A MESMA VOZ da Amy Lee! Igual! Depois disso eu eu descobri que ele estava por trás da carreira dela..e minha empolgação foi sumindo. Mais um produto pré-fabricado em uma fórmula que deu certo. Provavelmente nem é culpa da cantora, mas daqueles que deveriam faze-la ser “uma” e não “mais uma”.

Abaixo tem uma música de cada cantora, faça você mesmo a comparação:

Evanescence – My Immortal

Hana Pestle – Need

Carly Smithson – Blackbird (cover)

Alguma semelhança?

Enfim, é por causa de produtores como Ben Moody, que se aproveitam de fórmulas batidas e de fácil aceitação dos menos desprovidos de uma personalidade e opinião própria que a industria musical não se recicla. Mas eu não duvido nada que Fallen faça bastante sucesso, e que futuramente estarei comentando alguma coisa aqui, pois apostar nesse nixo musicalmente ignorante é uma boa estratégia de sucesso e lucros. Estou errado?

Comments

  1. By Vitor

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *