Notícia publicada no site do TJ-RJ…

Segue trechos de uma notícia publicada no site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro…

A rodoviária Âncora Matias, responsável por linhas de ônibus que rodam pelos bairros do Lins, Água Santa, Engenho de Dentro e Méier, foi condenada a pagar uma indenização, no valor de R$50.876,25, por danos morais e materiais, a uma passageira.

 A passageira havia recém embarcado num carro da transportadora, quando o condutor do mesmo freou bruscamente para estacionar. O movimento acarretou a queda da autora da ação, que apresentou lesões no crânio, fratura de três costelas e escoriações no rosto, ficando incapacitada para suas atividades por quinze dias.

 A ré recorreu da decisão, alegando que era vítima do preconceito que há contra as empresas de ônibus e seus motoristas, ainda mais nesse caso, que o condutor já teve a habilitação automotiva suspensa anteriormente por acidente semelhante

Peraí, deixa eu ver se eu entendi bem. A passageira sobe no ônibus e, após uma freada brusca do motorista, cai e se machuca toda.

A Justiça condena a viação a pagar uma indenização e ela recorre (até aí, vá lá). Mas nas alegações a empresa diz ser vítima de preconceito (!), em especial nesse caso porque o motorista JÁ TINHA TIDO A CARTEIRA SUSPENSA POR ACIDENTE SEMELHANTE!? É isso??? Não, gente, sério… é piada, né? Como se a passageira soubesse disso e pensasse: “Esse aí é o cara que já foi suspenso. Vou levar um tombo de propósito, me quebrar toda e descolar uma grana!”

E por outra: realmente há um grande “preconceito” contra motorista de ônibus no RJ… eles andam direitinho, não fecham outros veículos usando um trambolho enorme (o ônibus), não correm, não andam como se estivessem transportando pedras (porque até pra transportar gado há de se ter algum cuidado) e todos tratam super-bem os passageiros e são super-educados no trânsito…

A pobre da empresa tem razão: ela precisa ser protegida desses passageiros malvados e telepatas que, em lendo a mente dos motorista, sabem que eles já fizeram besteira e armam esse tipo de golpe contra ela…

Sério, se eu fosse o dono da empresa, pegava o diploma do advogado que fez essa defesa e RASGAVA. Queria poder ver a peça de defesa da empresa. Deve ser cômica…

Nem sei que comentário fazer pra fechar o post… é hilário… absurdo… e revoltante ao mesmo tempo.

A íntegra da notícia (incluindo os nomes dos envolvidos) você encontra aqui: http://portaltj.tjrj.jus.br/web/guest/home/-/noticias/visualizar/62801

Rafael-san

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *